Autor: Gabriel Francisco

Negócio estável, mas dividendos e crescimento maiores em outros nomes do setor elétrico; neutro

Temos recomendação neutra para as ações da CTEEP, com preço-alvo de R$79,0, potencial de 27% de valorização. Apesar do segmento de transmissão de energia proporcionar a investidores um fluxo estável de dividendos em um momento de incertezas macroeconômicas, enxergamos  dividend yields (dividendos divididos pelo preço da ação) mais atrativos em outras ações do setor elétrico. Quanto a oportunidades de crescimento, dada a maior competição em leilões de transmissão recentes (inclusive por parte da CTEEP, oferecendo elevados deságios às receitas anuais permitidas propostas no último leilão em junho), necessitamos maior visibilidade sobre os retornos para os acionistas dos últimos ativos adquiridos, os quais podem se dar por economia de orçamento e / ou entrega antecipada dos projetos.

Tese de Investimento

Transmissão: previsibilidade e retorno sem impacto de incertezas macroeconômicas

Dadas as recentes incertezas na economia brasileira, acreditamos que a CTEEP proporciona a investidores sólida geração de caixa e fluxo de dividendos devido à (1) estrutura de receita fixa do negócio, reajustada anualmente com índices de inflação e (2) o recebimento das indenizações relacionadas a ativos não amortizados existentes até maio de 2000 (denominados RBSE, sigla para Rede Básica do Setor Elétrico).

Nova prática de dividendos reforça perfil defensivo

Recentemente a CTEEP anunciou uma nova prática de dividendos de no mínimo 75% do lucro líquido regulatório (que melhor reflete a geração de caixa da companhia), respeitando-se o limite de endividamento de 3,0x Dívida Líquida / EBITDA*. Apesar da estabilidade dos dividendos da companhia (estimamos dividend yield de 8,6% em 2019-20 para a CTEEP), tais dividendos estão em linha com juros futuros de curto prazo e abaixo de outras empresas do setor elétrico como AES Tietê, TAESA e Engie Brasil.

Projetos em construção podem gerar valor adicional com economia de gastos e antecipação da entrega

A CTEEP possui um portfólio de 10 ativos de transmissão para serem construídos nos próximos 3 a 5 anos. Dois desses ativos foram arrematados no recente leilão 002/2018, para os quais estimamos retornos menores devido aos maiores deságios oferecidos para as receitas de transmissão. No entanto, não descartamos que a empresa eleve os retornos de tais projetos por entrega antecipada e / ou com economia de investimentos. Para contextualizar, a antecipação em 1 ano de todos os projetos em desenvolvimento adiciona R$4,0/ação ao nosso preço alvo, ao passo que uma economia de 10% no orçamento previsto adiciona R$2,0/ação.

Riscos

(1) uma alta expressiva na curva de juros, o que diminui a atratividade dos dividendos da companhia e (2) maior competição em futuros leilões de transmissão, limitando retornos de lotes arrematados.

Sensibilidade / Cenários

  • Cenário Otimista - Preço alvo de R$84, assumindo 1 ano de antecipação e economia de 10% de investimento para projetos em construção
  • Cenário Base - Preço alvo de R$79
  • Cenário Pessimista - Preço alvo de R$67, assumindo 25% de redução no componente de Operação e Manutenção da Receita Anual Permitida na próxima revisão tarifária e recebimento das indenizações da RBSE

Gráfico Sensibilidade

Descrição da empresa

A CTEEP é o maior grupo privado de transmissão de energia elétrica no Brasil, com 18,6 mil km de linhas de transmissão em operação e dez projetos em desenvolvimento em diversas regiões do país, além de 70 subestações. O segmento de transmissão de energia elétrica possuí elevada previsibilidade devido à sua estrutura de receitas fixas, e permite o pagamento de atrativos dividendos.

Método de Valuation

O preço-alvo de R$79,00 para as ações da TRPL4.SA foi derivado utilizando o método DCF (Fluxo de Caixa Descontado).

 

* Dívida Liquida/EBITDA = Quanto do lucro operacional da empresa é necessário para pagar a dívida existente, líquida de caixa.

Análises da Carteira Recomendada XP