Autor: Leonardo Dutra

SUZB3 – O ativo vem de uma tendência de alta no gráfico diário e semanal dando continuidade a tendência.

Confira o vídeo para ver os pontos técnicos.

Quer receber as recomendações ao vivo e em tempo real? Faça seu cadastro e tenha o acesso imediato. É gratuito! Cadastre-se AQUI

Autor: Marco Saravalle

Melhora da governança: feito. Próximo passo...

CATALISADORES

  • Aumento nos preços de Celulose. A indústria de Celulose passa por um momento favorável, com um cenário estável de oferta e demanda. O atraso da entrada de nova capacidade de um dos principais projetos ao longo do ano passado (OKI, planta do grupo APP localizada na Indonésia) permitiu que as empresas de celulose aplicassem aumentos de preços consecutivos ao longo do ano.
  • Aumento nos preços de Celulose. A indústria de Celulose passa por um momento favorável, com um cenário estável de oferta e demanda. O atraso da entrada de nova capacidade de um dos principais projetos ao longo do ano passado (OKI, planta do grupo APP localizada na Indonésia) permitiu que as empresas de celulose aplicassem aumentos de preços consecutivos ao longo do ano.
  • Consolidação do setor. O movimento de consolidação é benéfico por vários motivos, sendo eles: (i) reduz a entrada de novas capacidades, (ii) precifica melhor os ativos e (iii) gera sinergias nos ativos transacionados.

RISCOS

  • Valorização mais forte do Real em relação a outras moedas. A maior parte das receitas da Suzano vem de fora do Brasil. Consequentemente, um Real mais apreciado tem efeito negativo sobre o resultado operacional da companhia. É importante ressaltar que cerca de 69% da dívida da companhia é atrelada ao Dólar, o que implica que a valorização do Real tem um efeito positivo sobre o resultado financeiro. No entanto, o efeito do câmbio sobre as receitas é maior e a apreciação do real tem um efeito líquido negativo.
  • Equilíbrio entre oferta e demanda pode não ser duradouro. Os preços de celulose dependem do equilíbrio entre oferta e demanda que pode se traduzir em volatilidade. Menor crescimento global seria o principal risco para os preços globalmente.

Texto/ Visão:

Diversificação de produtos e mercados podem assegurar maior previsibilidade no longo prazo

As receitas advindas de celulose somam cerca de 62% do total, sendo que quase 66% do faturamento é advindo do exterior. Papéis (imprimir e escrever e papelcartão) representam cerca de 38% da receita total.

 

Escala e diversificação adicional

Recentemente a Suzano informou que iniciou, na fábrica de Mucuri (BA), a produção e venda de bobinas de papéis para fins sanitários (tissue). O investimento total estimado é de R$ 540 milhões e considera capacidade total de produção de 120 mil toneladas anuais de tissue. A cia possui capacidade instalada total de cerca de 3,4 mi de toneladas de celulose de mercado e cerca de 1,2 milhão de tons entre papéis de imprimir e escrever e papel cartão, dentre os principais produtos.

 

Recomendação

Vemos satisfatório potencial de valorização para as ações da Suzano, sobretudo quando olhamos para os múltiplos negociados nas últimas transações no setor associado ao momento favorável para a indústria tanto global como localmente. A migração para o Novo Mercado também deverá continuar impulsionando as ações em bolsa no curto prazo. Acreditamos também que o movimento de consolidação do setor não deve parar por aqui e que a Suzano pode ser uma das candidatas a participar deste movimento. Lembramos que dependendo do possível movimento, existem relevantes sinergias que podem ser geradas, sendo mais um importante catalisador para as ações em bolsa.

Últimas Análises Técnicas