Autor: Bruna Pezzin

Alavancagem ao Brasil, Mas em Boa Parte Precificada

Temos recomendação NEUTRA para as ações de Gol. Reconhecemos que, como outras empresas do setor, (i) a Gol também deverá ser beneficiada com ganhos de margem advindos da racionalidade do mercado e dos custos controlados e (ii) que a concretização do acordo com a Smiles poderá gerar mais valor dependendo de seus termos finais. No entanto, enxergamos potencial de valorização menor, visto que acreditamos que os múltiplos atuais já reflitam boa parte desses benefícios.

Tese de Investimento

Margens Deverão Expandir em 2019

Apesar de termos recomendação neutra para as ações de Gol, esperamos que a empresa apresente expansão de margens em 2019, sustentada (i) pela racionalidade do mercado, permitindo a prática de tarifas sustentáveis, (ii) pela menor pressão nos custos, fruto de um Real menos desvalorizado e (iii) de ganhos de eficiência com a entrada de jatos de nova geração. Soma-se a isso a potencial incorporação da Smiles, que a depender dos termos pode resultar em potencial de valorização não precificado em nossos números.

Correlação ao PIB e racionalidade

Reconhecemos que a conjuntura setorial está favorável, e esperamos que essa tendência continue em 2019. As companhias aéreas têm demostrado racionalidade em termos de adição de capacidade e precificação, movimento que permitiu recuperação de margens e deve ser sustentado pela recuperação econômica e menor pressão nos custos. Vale relembrar que o crescimento de RPK (“passageiros pagantes vezes quilômetros voados”), medida que representa a demanda pelos assentos da Gol, é historicamente correlacionado e elástico à atividade.

Valuation Justo

Hoje as ações são negociadas próximo ao que acreditamos ser o preço justo. Apesar da conjuntura mais benéfica em termos de demanda e custo, acreditamos que os múltiplos atuais já reflitam isso em boa parte, deixando portanto um potencial de valorização mais limitado. Nosso preço-alvo para as ações de Gol é de R$ 23,00 por ação. As ações hoje negociam a leve prêmio em relação à média histórica.

Riscos

Os principais riscos para Gol em nossa visão são (i) atividade mais fraca que a esperada, (ii) persistência da volatilidade cambial e (iii) competição. Historicamente o crescimento da demanda por vôos é correlacionado ao crescimento da atividade, o que torna atividade mais fraca um risco para nossas estimativas. Além disso, conforme já mencionado, boa parte dos custos e da dívida é atrelada ao Dólar, e, portanto, a valorização da moeda em relação ao Real representa um risco. Por fim, o acirramento da competição é um risco para nossas estimativas, dado que preço é o principal fator de decisão hoje e não existe grande diferenciação entre as companhias (para as mesmas rotas).

 

 

Sensibilidade / Cenários

  • Cenário Otimista – Preço-Alvo de R$ 31,00. Assumindo Dólar médio de R$ 3,70 em 2019 e cenário competitivo favorável a crescimento racional.
  • Cenário Base – Preço-Alvo de R$ 23,00. Assumindo Dólar médio de R$ 3,85 em 2019 e barril de Petróleo a US$ 65,00.
  • Cenário Pessimista – Preço-Alvo de R$ 12,00. Assumindo Dólar médio de R$ 4,20 em 2019 e cenário competitivo desfavorável ao repasse de custos.

Gráfico Sensibilidade

Descrição da empresa

A Gol Linhas Aéreas é a maior companhia aérea do Brasil, com a maior malha do Brasil e participação de mercado próxima a 36% acumulada até o momento. Além do transporte de passageiros, a Gol também possui uma unidade de logística e transporte de cargas, e é controladora da Smiles, um dos principais programas de fidelidade do país. A Gol possui uma fatia de 52,74% da Smiles.

Método de Valuation

O preço-alvo de R$ 23,00 foi derivado utilizando o método de Múltiplo Alvo. Utilizamos o múltiplo EV/EBITDAR (valor de mercado da empresa em relação ao lucro antes dos juros, impostos, depreciação, amortização e despesas com leasing).

 

Análises da Carteira Recomendada XP